Loja virtual

domingo, 21 de dezembro de 2014

Wine Air - Conheça essa Maravilha!

O Wine Air foi desenvolvido para aerar o vinho instanteneamente, deixando-o mais macio em questão de segundos, apenas com a quantidade de ar que passa pelo líquido, sem qualquer interferência química. Clique na foto abaixo para saber mais.


quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

A Origem do Panettone

Quem nunca viu ou comeu panettone, especialmente na época do Natal, certamente não vive na parte ocidental do planeta. Ou talvez nem no planeta...

Figura inevitavelmente presente nas mesas, em diversas versões (bem brasileiras) que nem de longe remetem à receita original, como chocottone ou sorvettone, sua origem, de tão antiga e pouco documentada, é controversa.

Existem várias lendas que explicam a origem desse famoso pão. E todas elas remetem à Itália, berço dessa delícia. Uma das mais famosas é a história do padeiro Toni, que querendo impressionar o patrão (e sua filha) teria criado o famoso pão recheado de frutas secas e leve aroma de baunilha.
Pão do Toni, pane de Toni, panettone! Isso teria acontecido no século XIII.

Outra lenda diz que um padeiro chamado Antonio trabalhando na corte de Ludovico, por volta de 1490, às vésperas do Natal, teria feito um pão com as sobras de massa e frutas que encontrou. A intenção era levar o pão para casa, mas quando a sobremesa feita para a ocasião queimou, nada restou além do seu pão doce para servir à corte.  

Ludovico teria ficado impressionado e perguntado o nome da iguaria. Antonio teria dito que ainda não tinha nome, e Ludovico o batizou de pane di Toni.

Céticos em relação às lendas vasculham a origem do nome do pão para esclarecer sua origem. Panettone teria derivado do vocabulário milanês panatón ou panattón (que por sua vez também tem origem e significado controversos). Ou viria de "panetto" (pãozinho) mais "panone" (pão grande), o que em português seria algo como "pãozinhozão". Fica até difícil imaginar qual o tamanho desse panettone!

De qualquer forma, vindo de onde vier, tradicional ou abrasileirado, o famoso pão não o é a toa. Natal sem Panettone não é Natal.


Sim, Panettone harmoniza com vinho! O tradicional vai muito bem com Moscato d'Asti e Madeira, bem como o sorvettone. Já o Chocottone fica maravilhoso com Porto







domingo, 14 de dezembro de 2014

Frete Grátis para BH - Veja as Condições

Nas compras acima de R$250,00 feitas na nossa loja virtual ou em qualquer uma das lojas físicas, a entrega é grátis. Clique na imagem abaixo para comprar.


quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Ceia de Natal e Ano Novo e Vinho - Como Harmonizar

Primeiro temos que levar em conta algumas situações a respeito de Ceias de fim de ano:

-Há muita comida, de vários tipos
-É um momento muito especial, em que estamos com a família
-A duração de uma Ceia é longa, começa cedo e atravessa a noite
-Há muitas pessoas, com gostos diversos

Para harmonizar bem comida de ceias de fim de ano e vinho, primeiro é preciso saber que não existe um vinho único que vai harmonizar com tudo, do começo ao fim. Diversos vinhos indo num crescente é o mais adequado à situação. 
Como é um encontro muito especial, capriche nos vinhos. Sua família merece!

Por conta da duração da reunião convém começar com um espumante ou champagne antes do jantar. Esses vinhos são perfeitos para abrir o apetite, refrescar o calor do nosso fim de ano tropical e acompanhar as primeiras comidinhas. 
Onde há muita gente há muitos gostos, então um bom champagne pode servir bem aos precavidos que desejam passar a noite com apenas um vinho. Finíssimo e elegante, ele acompanha educadamente grande parte das comidas de fim de ano e se não harmonizar completamente também não vai brigar com elas.

No momento da ceia leve em conta o que será servido. Peru ou tender  podem acompanhar um branco encorpado com passagem pela madeira ou um tinto leve. Bacalhau pede branco com passagem em barrica ou tinto leve a médio e frutado. Leitão pururuca é tradicionalmente servido em Portugal com vinhos tintos tânicos como os da uva Baga. Mas se levarmos em conta a untuosidade da gordura que a carne tem e sua "secura" podemos entender que ele cai muito bem com um branco jovem e ácido. Questão de gosto pessoal.
Como sempre há quem não abra mão de vinho tinto para acompanhar o jantar, é melhor ter essa opção ainda que a comida peça vinho branco. Escolha aquele que "errar" menos em relação à comida.

Também é muito comum no sul do país as ceias terem um belo churrasco. Nesse caso prefira vinhos mais encorpados e estruturados. Em outras regiões litorâneas, especialmente Nordeste, come-se nessa época as comidas regionais, com muitos frutos do mar. Dê preferência absoluta aos brancos frescos.

Vegetarianos podem continuar com o espumante ou champagne, os brancos e até tintos leves nos pratos com soja e molhos mais estruturados que levem shoyu ou frutas vermelhas.

Em todos os pratos considere o molho. Um peru servido com molho de frutas negras vai pedir um vinho tinto mais encorpado e frutado. Um molho de frutas brancas mais ácidas vai ficar melhor com um vinho branco fresco e frutado. O sabor predominante deve ser levado em conta sempre.

Sobremesas pedem vinhos doces. Panettone fica delicioso com Moscato d'Asti e Madeira. Chocottone, com Porto, sobremesas à base de chocolate também pedem Portos.
Sobremesas à base de frutas frescas e creme de leite vão bem também com Moscato e Madeira, além de espumantes adocicados. Creme Brulée fica maravilhoso com sua mais tradicional companhia: Sauternes.

Para os ousados, o  Porto pode ser bebido lá no começo, acompanhando queijos salgados como gorgonzola.

É possível, portanto, fazer uma ceia com cerca de quatro diferentes tipos de vinhos e harmonizá-los muito bem com a comida, dando escolha aos convidados e levando em conta suas preferências pessoais. 

(para saber mais sobre Harmonização e seus variados tipos, clique AQUI)


Resumo:

Entrada: espumantes de ótima qualidade ou champanhe



Ceia: brancos jovens e frescos para comidas gordurosas ou peixes, brancos encorpados e envelhecidos para peru ou tender, branco com passagem pela madeira ou tinto leve para bacalhau, tinto encorpado para churrasco.



Sobremesa: Porto, Madeira, moscato, Sauternes.




segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Cestas de Natal - Já Comprou a Sua?

Já estamos em dezembro e é melhor não deixar para a última hora. Escolha a sua com a garantia de quem está no mercado há mais de 60 anos e faz as melhores cestas com qualidade de sempre.
Para comprar, clique no botão abaixo ou no catálogo virtual para ver as opções



Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...